3° Dia - A existência do homem revela DEUS

 

“Galeno, célebre médico de inclinações ateístas, depois de ter feito a anatomia do corpo humano, examinando cuidadosamente seu arcabouço, visto quão adequada e útil é cada parte, percebendo as diversas intenções de cada pequenino vaso, músculo e osso, e a beleza do todo, viu-se tomado pelo espírito de devoção e escreveu um hino a seu Criador. Deve ser realmente insensato o homem que, após estudar plenamente o seu próprio corpo, possa conservar-se ainda ateu “ (Arvine). Leia o Salmo 14:1-3.

Além da perfeição do corpo humano, o homem possui ainda algo mais que revela a existência de Deus, a saber: a sua consciência.

A consciência humana possui em si uma lei moral, um senso do que é certo e errado. Essa lei gravada no coração humano, uma vez violada, produz no homem medo de um julgamento acompanhado de sentimentos de desmerecimento e auto-punição. Quem impôs ao homem essa lei, senão a existência de uma vontade santa, que punirá sua transgressão? 

 

Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei; os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os” (Rm 2:14-15).

 

Quem nunca sentiu um peso na consciência quando fez algo de errado, mesmo que ninguém soubesse? Este sentimento é uma espécie de “alarme” que Deus pôs no intimo do homem para que este saiba quando cometeu algo de errado contra seu Criador.

 PARA REFLETIR

Leia Isaías 6:1-5 e responda: Por quê Isaías reagiu daquela maneira quando viu a Deus? 



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!